13 Sinais que os bebês usam para se comunicarem com os pais

Desde o momento do nascimento, os bebês já recorrem ao choro por ser um recurso garantido para expressar suas necessidades. Mas, essa não é a única linguagem que os pequenos usam para se expressar. Existem outras formas de comunicação diferentes, tais como os gestos, movimentos corporais e até mesmo a respiração. Aprender a compreender esses sinais, vai melhorar muito a relação com seu filho e será benéfico para a criança. A seguir você vai ver uma lista de sinais que os bebês usam para se comunicar com seus pais, quando ainda não sabem falar.

Você pode gostar também:

Os 50 Fatos surpreendentes sobre gêmeos que você

54 Fatos Celestiais Sobre o Zodíaco e Signos

O guia definitivo de como jogar futebol

Movimentos corporais

© dekanaryas / Depositphotos, © dusanpetkovic / Depositphotos

A linguagem corporal que os bebês costumam fazer pode nos dar algumas pistas para entender a necessidades da criança nos diferentes momentos do dia. Mesmo que cada recém-nascido seja único, eles encontram suas próprias formas de comunicar sua necessidades para seus pais, existem alguns movimentos que são um tipo de padrão para  a maioria das crianças. Por exemplo:

  • Lamber os lábios: Segundo os especialistas, se você perceber que a criança está começando a lamber ou franzir os lábios, ela pode estar tentando te falar que está com fome. Levar os dedos ou as mãos à boca também é um dos sinais.
  • Mostrar a língua: Os bebês Costumam mostrar a língua frequentemente e isso é completamente normal. Pode ser também uma forma de reconhecimento dos próprios lábios e faz ainda faz parte do instinto alimentar de todos os recém-nascidos.
  • Aplaudir: Ver um bebê aprendendo a bater palmas certamente é um dos momentos mais adoráveis ​​da vida. Ele  não é capaz de falar que adora sopa ou de um brinquedo, mas ele saberá se ele ficou feliz, se ele expressar aprovação e alegria fazendo o movimento das mãos.
  • Esfregar os olhos: os bebês costumam esfregar seus olhinhos quando estão cansados ​​e precisam dormir. Mas, existem outras causas como ter caído algo no olho, os olhos podem estar secos ou com alguma alergia.
  • Chutes constantes: Para entender esse movimento você deve interpretá-lo em conjunto com os outros gestos que o bebê apresentar. Se, a criança sorri, além dos chutes, certamente a criança está tentando falar que gostaria de brincar. Se a criança parecer estar chateada ou chorando, pode ser que seja desconforto.
  • Puxar ou enroscar seu cabelo: Muitas vezes essa ação de puxar o cabelo dos adultos, é  para chamar atenção. Porém, também está sujeito à enroscar e puxar o próprio cabelo. Com isso os especialistas entendem que é sinal de irritação, cansaço ou sono.

Gestos

© thepushba / Depositphotos, © Krakenimages.com / Depositphotos

Os gestos são uma das melhores formas de comunicação não verbal e trazem facilidade para entender o seu bebê. Os bebês costumam gesticular muito, e com isso, nosso entendimento é simplificado por conta de alguns movimentos simples do seu rosto.

  • Sorrir: Segundo um estudo, o riso o componente principal para o início do desenvolvimento dos bebês. “Acreditamos que a resposta mais simples para o riso das crianças é que estejam felizes”, diz a pesquisa. E ainda destaca a importância que tem o riso compartilhado, como uma forma de criar uma conexão rápida entre duas pessoas.
  • Olhar fixamente para você: Se um bebê te encarar, provavelmente está fazendo reconhecimento do seu rosto. Segundo os especialistas, o cérebro da criança é capaz de processar informações dos rostos, da mesma que um adulto.
  • Abrir os olhos e levantar as sobrancelhas: A combinação desses gestos provavelmente seja para expressar surpresa. A criança pode ter visto algo novo; imprevisto ou estranho.
  • Levantar o queixo e baixar as sobrancelhas: Esse sinal é claro de tristeza ou de outras emoções, caso seja acompanhado de lágrimas. De modo geral, os bebês sente esse sentimento quando ficam com medo de perder o vínculo com uma pessoa querida por ele.

Respiração

formas dos bebês se comunicarem com os pais 

© ADavydova / Depositphotos, © icefront / Depositphotos

A respiração também é essencial para nos dar algumas pistas sobre a saúde dos bebês. Além disso, a respiração é um fator muito importante para que as crianças tenham um crescimento normal.

  • Respirar pelo nariz com a boca fechada: Isso significa que seu bebê está respirando certo. Pois em seus primeiros meses de vida, as crianças normalmente devem respirar exclusivamente pelo nariz.
  • Respirar pela boca: Fique atento, pois de o seu bebê tiver respirando pela boca, pode ter alguma alteração. Talvez seja nariz entupido, causado por resfriados, ou pelo motivo de suas amígdalas ser muito grandes, ou pode ser ainda um desvio de septo nasal. O segredo é ficar sempre atento e se detectar algo diferente consultar um profissional imediatamente para saber a causa real.
  • Respirar rápido: Essa ação é completamente normal entre os bebês, pois eles respiram mais rápido que os adultos, eles respiram com uma taxa que pode ser mais que o dobro dos adultos, com 40 a 60 respirações por minuto, enquanto um adulto tem frequência de 20 respirações por minuto.

Cada bebê tem suas próprias formas de comunicação com seus pais. É de muita  importância que os adultos sejam presentes para responder a cada uma das necessidades da criança. Além disso, essa conexão próxima ajudará a criar uma relação de confiança e amor, que beneficiará muito o desenvolvimento da criança.